Tudo que você precisa saber sobre produtos de charcutaria

Os produtos de charcutaria estão cada vez mais presentes na mesa dos brasileiros, seja em sopas, cozidos ou nas tradicionais tábuas de frio. A técnica milenar, vai além da produção de produtos como salames, salsichas e linguiças, despertando a curiosidade de muitos com relação a ela. 

Se você deseja conhecer mais sobre produtos de charcutaria, esse conteúdo é para você. Vamos lá?

O que é e quando surgiu a charcutaria?

Surgida em meados do século XV, a charcutaria é conhecida como a técnica de preparar carnes, produzindo assim alimentos defumados, curados e, também, embutidos. O termo surgiu do francês, sendo a união de chair (carne) e cuit (cozido), e servia para representar lojas que vendiam produtos feitos com carne, principalmente a carne suína. 

Durante o período das grandes navegações e das expedições europeias, essa técnica foi bastante utilizada para conservar alimentos durante os longos trajetos, evitando que os mesmos estragassem e mantendo-os próprios para o consumo da tripulação.

Atualmente, a charcutaria descreve o trabalho de quem fabrica produtos com diferentes tipos de conservação, sendo um processo mais simples de ser realizado. Seus produtos são consumidos em cozidos, sopas, caldos e, até mesmo, puros acompanhando um bom vinho ou cerveja.

4 principais técnicas da charcutaria

As técnicas utilizadas para conservar as carnes e produzir os produtos de charcutaria podem variar de acordo com o grau de complexidade, indo do salgar da carne até o processo de fermentação. Aqui, separamos 4 técnicas bastante utilizadas para você conhecer mais.

  1. Salmoura

Nessa técnica, quem está preparando o produto utiliza uma mistura de sal, açúcar e temperos diversos. Aqui, a carne é deixada na mistura ou injetada, para que seja adicionado umidade, suculência e sabor. 

Para esse processo, recomenda-se a utilização de carnes mais magras, que possuem uma consistência mais seca ao serem assadas como, por exemplo, o peito de frango

  1. Cocção

Muito utilizada na produção de linguiça artesanais, a cocção consiste na técnica de cozinhar ou assar o produto, fazendo com que o tempo de consumo seja mais rápido e não haja necessidade de um período longo de espera, como na defumação.

Assim, o charcuteiro pode assar o produto da forma que preferir, degustando em poucos minutos.

  1. Defumação

A fumaça pode ser usada para aumentar o tempo de conservação do produto, já que ajuda a secar a carne, tirando sua umidade e gerando um sabor especial.

Para defumar um produto, é importante lembrar que o tempo de defumação deve ser bem controlado, já que quanto mais tempo for, mais o produto ficará conservado, escuro e salgado. Além disso, defumação em temperaturas mais baixas fazem com a fumaça penetre no alimento melhor, fazendo com que seu sabor seja mais agradável.

Por fim, não esqueça que cada madeira proporciona um sabor diferente à carne, por isso, a dica é que você teste diferentes tipos para encontrar o que mais agrada ao seu paladar.

  1. Marinada

A marinada é importante para diversificar os sabores do produto, porém, como há uma grande utilização de temperos, o grau de dificuldade para charcuteiros por hobbie pode ser maior.

Essa técnica consiste na adição de temperos, líquidos, ácidos e óleos sob a superfície da carne. Esse processo age na camada externa do produto, sem adicionar umidade. Os ácidos ajudam a amolecer a carne, e podem ser sucos cítricos ou vinagres.

No processo, a carne é deixada num refrigerador descansando, enquanto a mistura age. A mistura de temperos propicia um sabor único, que pode ser adequado de acordo com o seu paladar.

3 produtos de charcutaria que você precisa experimentar

Agora que você já sabe um pouco sobre a história da charcutaria e algumas técnicas de como os produtos são preparados, está na hora de conhecer 3 produtos de charcutaria que você precisa experimentar. Vamos lá?

  1. Chorizo Asturiano: menos curado e mais fresco, esse chorizo possui um sabor defumado, sendo ideal para pratos como cocidos e pucheros
  1. Butifarra Blanca: típica da região da Cataluña, seu sabor único e diferenciado vem da carne e da gordura de porco, temperadas com sal e pimenta do reino. Por ser cozida, pode-se comer fatiada, mas também é excelente em sopas e cozidos. 
  1. Copa Gourmet: curadas por mais de três meses em câmaras de secagem, possuem em seu interior um pouco mais de gordura que o lombo, fazendo com que sua carne seja mais saborosa.

Leia também: Vantagens de ser cliente do Empório Canastra Premium
Gostou das nossas dicas e quer conhecer mais produtos de charcutaria? O Empório Canastra Premium é o local ideal para você. Seja assinando nossos clubes de assinatura ou consumindo produtos individuais, você será sempre muito bem atendido, levando para casa produtos gourmets, de qualidade e com preço justo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s